23 de setembro de 2011

Esse mês acho que vai... Parte 2

Até que enfim depois de um ano de tratamento o remédio fez efeito e houve estimulação ovariana. O médico falou que pelos resultados das ultra-sonografias eu poderia usar a injeção "Ovidrel". Ele falou que eu deveria aplicar a injeção domingo pela manhã. Sábado comprei a injeção que aliás foi muito cara, mas encontrei por um preço razoável 210,00 reais e domingo pela manhã conforme o médico havia falado meu marido aplicou na minha barriga a injeção. O médico orientou que depois de 36 horas, contando a partir do horário da aplicação, que eu e meu marido "namorassemos". Agora só esperar mês que vem, para saber se engravidei pois sei que namorei bastante.
O tratamento que venho fazendo é :


 Indução da Ovulação


A indução de ovulação é um processo feito individualmente para cada paciente e os protocolos, doses e medicamentos a serem utilizados são elaborados dependendo do perfil de cada mulher. Em alguns casos os protocolos visam a produção de 2 a 3 óvulos num mesmo ciclo, aumentando as chances de fecundação, num processo chamado de coito programado. 

Uma parte crucial neste processo é a monitoração da resposta ovariana ao uso dos medicamentos. A monitoração visa três pontos básicos: 

1- observar a eficácia do protocolo na resposta ovariana com a produção do folículo ovulatório.

2- Detectar a presença de hiperestímulo na resposta ovariana com produção de vários folículos e assim evitar os riscos de gestação múltipla.

3- Determinar com precisão o dia ideal para administração da gonadotrofina coriônica que induz a maturação final do folículo, sua rotura e consequentemente o dia ideal para manter relações.

A monitoração se faz principalmente através da ultra-sonografia transvaginal. São realizados exames seriados com medições dos diâmetros dos folículos e da espessura do endométrio. Associada à monitoração ultra-sonográfica, exames de sangue com dosagens hormonais podem ser necessários para avaliação da qualidade do folículo que está sendo produzido.

Dependendo das drogas utilizadas, acompanhamos o crescimento dos folículos até determinado diâmetro, quando então, a ovulação é induzida com o uso do hCG. Após cerca de 36 horas, o processo de ovulação se inicia com a liberação dos óvulos que são captados pelas trompas, sendo neste período recomendado que a paciente mantenha relações.

Com novas drogas sendo lançadas, o sucesso na indução de ovulação vem aumentando de maneira considerável, abrindo novas perspectivas para as pacientes de baixa produção ovariana e para aquelas com idade avançada. 

3 comentários:

  1. Estou na torcida pelo positivo!!!! Que dê tudo certo!!! bjs!!

    ResponderExcluir
  2. OLÁA!!!!!!!!!! ANDO PELOS BLOGS DE AMIGAS ACHEI SEU CANTINHO! E ADOREIIII,SOU TENTANTE HÁ QUASE 8 ANOS.PASSA LA NO MEU CANTINHO PARA ME CONHECER,SERÁ BOM PARA TROCARMOS EXPERIÊNCIAS.
    BOA SORTE,QUE VENHA SEU LINDO POSITIVÃOOOO
    JA ESTOU TE SEGUINDO

    ResponderExcluir
  3. OI QUERIDA...OBRIGADINHO PELO CARINHO...EU TBM...VOU COMEÇAR UM TRATAMENTO NOVO...ESPERO EM DEUS MEU MILAGRE...VC JA É MAIS FACIL ...NÉ...JA TEM UM FILHÃO...MINHA IRMÃ CONSEGUIU ENGRAVIDAR DEPOIS DE UM FILHO DE 13 ANOS TBM...HOJE ELE ESTÁ COM 3 ANINHOS..É UM AMOR...E MENINO DELA MAIS VELHO TA COM 16 ANOS...ENTÃO FÉ E CREIA NO SENHOR...BJINHOS FIK NA PAZ.

    ResponderExcluir

Adoro ver vocês aqui:

SOPHIA ALICE

E-familynet.com Ticker

Seguir por e-mail