13 de julho de 2011

Será que tenho leite suficiente?

Quando tive o Felipe não tinha conhecimento nenhum engravidei e casei.Não havia a facilidade da internet e nem muitos livros e revista que hoje tem,então ia pelos conselhos da minha mãe.Nos primeiros meses de vida do Felipinho minha mãe falava que eu não tinha leite ou era muito ralo mesmo assim continuei a dar peito,mas um dia tive que sair deixei Felipe com minha mãe,quando saia deixava leite artificial pois não conseguia tirar uma boa quantidade de leite do peito mais deixava numa mamadeira com o bico bem fininho assim teria que fazer força do mesmo jeito que faz ao mamar no peito.Minha mãe achou que ele não estava sugando e abriu o bico da mamadeira,quando cheguei em casa Felipe não queria mais mamar no meu peito fiquei muito mal,pois além de ser saudável p/ o bebê era uma sensação muito boa.Olha que minha mãe teve 3 filhos.Como estou me preparando p/ter outro filho encotrei uma matéria muito esclarecedora.

Uma neura comum entre as mães a incerteza de que seu leite seja suficiente para sustentar o bebê."E,quando surge a duvida,por falta de conhecimento,muitas acabam usando alimentos complementares antes do sexto mês desnecessariamente".Um dos motivos que faz a mulher pensar que o leite fraco,é o fato de sua aparência e quantidade mudarem conforme a fase da amamentação.Nos primeiros dias a mãe produz o colostro,que tem uma aparência rala e desce em pequena quantidade.Mas não se engane.O colostro é rico em proteínas,sais minerais e anticorpos,funcionando como uma vacina que protege a criança contra infecções.Outra coisa que muitas mães ignoram:aquele leite ralo do início das mamadas fica mais gorduroso no final.

Ele vive faminto

Não se impressione:o recém-nascido mama em media 12 vezes ao dia e isso não significa que seu leite seja
insuficiente ou fraco.No segundo mês,o ritmo cai para 10 vezes;do terceiro ao quinto mês,para 8;após os seis meses,fica em 4 ou 5 vezes ao dia. Um recém-nascido de 3 quilos,por exemplo,consome em média 300mililitros de leite por dia.Para manter essa produção,a mãe deve oferecer o peito sempre que ele quiser até o sexto mês,inclusive durante a noite.O importante deixar a criança esgotar um seio e, depois,oferecer o outro.Na mamada seguinte, comece oferecendo o seio sugado por último na vez anterior. Outro assunto muito importante: as criança costumam com uma só posição ou um só peito,direito ou esquerdo. Minha comadre sofre até hoje por não ter tido informação,ela só deu um dos peito, porque Juninho só queria pegar o peito esquerdo.O peito dela ficou um maior que outro,hoje só usa blusas largas e não usa mais biquínes nem roupas justas.
A partir do segundo mês bebê encontra um ritmo próprio, intervalos mais determinados.Para manter o estoque,beba muita água e descanse.Seu estado emocional também é importante,pois o excesso de ansiedade faz o cérebro liberar noradrelina,que interfere nos hormônios produtores de leite.Mas o que melhor garante a boa produção é a sucção.As glândulas mamarias trabalham por estimulação e quanto mais a criança mamar,mais leite será produzido.

Um comentário:

  1. Procurei amamentar meu filhote exclusivamente no peito. Ele chorava dia e noite. Achávamos que fosse cólica. Ficava a madrugada toda fazendo compressas quente na barriguinha dele e dando Funchicória. Ele ficava HORAS no peito. As vezes começa a mamar as 6 da tarde e quando era 1 da manhâ estava lá ainda...mamando e chorando. Com 20 dias fui na primeira consulta na pediatra e constatamos que ele não havia engordado nem 1 grama. A médica insinuou que eu não o estava amamentando direito. Enfim, continuei tentando. Duas semanas depois, fui em outra pediatra. Ele havia perdido peso. A médica disse que ele estava subnutrido. Ela pediu que eu o amamentasse. A pega estava correta... mãssss, não saía nem uma gota de leite do meu peito. Conclusão, meu filho passou um mês de fome, chorando, virando as noites. A primeira vez que ele tomou o complemento, parecia que estava drogado... dormiu no meu colo, rindo de satisfação. Depois disso tomei vários medicamentos para estimular a produção de leite e NADA... meu leite desapareceu por completo com 4 meses. Hoje, ele está ótimo graças a Danone, gordinho, lindo, risonho, saudável. Já introduzi alimentação sólida e ele está ótimo.
    Essa história de amamentação é linda na teoria. Mas na prática é bem diferente. É dificil, é doloroso e complicado. Não é a toa que somente 40% das mulheres conseguem amamentar. E essa idéia de que amamentar é algo natural é babela. Cada mulher tem um organismo diferente.

    ResponderExcluir

Adoro ver vocês aqui:

SOPHIA ALICE

E-familynet.com Ticker

Seguir por e-mail